• FUCESP

SACERDOTE UMBANDISTA: INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO

SOMOS DA OPINIÃO DE QUE a religião o encontro onde se estabelece a possibilidade de um diálogo constante entre a realidade humana concreta e uma realidade transcendente,isto é, que vai muito além das limitações da materialidade cósmica. A religião – ou a religiosidade que permeia a vida interior do ser humano – faz o encontro abstrato tornar-se efetivo, concretizando, através de ações de um mediador, que serve de ponte entre o divino e o humano.Esta ponte é o sacerdote. Em outras palavras, o sacerdote é o representante do divino, é o detentor qualificado do acervo de ensinamentos dos princípios e normas referentes à doutrina e aos rituais.

Ao mesmo tempo ,o sacerdote e o representante do humano, servindo de porta-voz credenciado para dialogar com o divino. E o faz da seguinte maneira:

Apresentando- lhes as solicitações dos fiéis;

Presidindo o culto coletivo em louvor ao Pai Maior, autor e sustentador de toda a criação;

Promovendo os gestos de oferenda;

Motivando as ações de prestação de serviço ao próximo, no que concerne

sobretudo, o auxílio espiritual a quem o procura.

O sacerdote é, oficialmente, reconhecido e aceito como condutor do grupo de fiéis e deste recebe tacitamente a procuração para cuidar dos interesses e necessidades espirituais junto ao divino.

Consciente de sua missão de mediador,entre essas duas realidades,o sacerdote compromete-se realizar suas atividades com postura transparente de disponibilidade. Isto comprova sua lealdade com a missão que lhe foi conferida pela sagração e é ratificada pelo grupo de dirigidos, que aceita de bom grado as coordenadas espirituais e demais orientações por ele aconselhadas.

Para desempenhar com êxito essa missão, a pessoa deve sentir-se chamada e revelar em carisma envolvente que caracteriza todo condutor de almas.

Sacerdote Pai Eron –

Guarulhos – 2009

361 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo