EXÚ - O mensageiro dos Orixás.

"Orixá da comunicação e dos caminhos, encruzilhadas. É Exu, esta divindade tão querida no culto a Orixá, quanto mal compreendida fora dele, que é o responsável pelo contato entre homens e Orixás".

  • Dia da semana:

Segunda-feira e Sexta-feira

  • Saudação:

Laroiê Exu - Coba Laroiê.

  • Cores:

Preto, vermelho

  • Simbolos:

Tridente, ogó, cabaças pequenas e o pênis.

  • Onde recebe oferendas:

Nas encruzilhadas, nas estradas, nos cemitérios, etc.

  • Principais oferendas:

Velas, charutos, galinhas, carne, marafo, farofa, cebola roxa, óleo de dende.

  • Bebida:

Marafo (Aguardente) e água.

  • Elemento:

Terra.

  • Algumas ervas:

Pinhão Roxo, Arruda, Eucalipto, Salgueiro, Jurubeba, etc.

  • Animais:

Bode, cabra, galinha da angola.

  • Comida:

Carne vermelha com muito azeite de dendê, alho, cebola roxa e farofa amarela.

  • Domínio:

As encruzilhadas e estradas.

  • Particularidade:

Combate as magias negras, imprimi respeito, trabalha com a quebra de demandas e é o grande guardião das estradas e encruzilhadas.

  • Características:

Perverso, astuto, leal, vaidoso, ambicioso, etc.

ALGUNS ITÃS

Exu vivia no mundo, vagando de lugar em lugar até que foi para casa de Oxalá e por lá ficou durante 16 anos, observando e aprendendo como se faziam os seres humanos. Todos os outros Orixás também iam à casa de Oxalá, mas lá ficavam apenas por dias, talvez semanas. Exu não. Exu por lá viveu 16 anos e aprendeu tudo com Oxalá. Por sua lealdade e confiança, Oxalá fez a casa de Exu na encruzilhada e como estava muito ocupado fazendo os seres humanos, ordenou que todos os outros Orixás apenas falaria com ele através de Exu e que todos antes de trazerem as oferExú e Pombagira são entidades protetoras na umbandaendas a Ele também deveria fazer a oferenda a Exu. Assim foi feito. Todos que vinham até a casa de Oxalá tinham que "pagar" a oferenda a Exu, e todos que voltavam da casa de Oxalá também tinham que "pagar" Exu. Exu se tornou rico. Exu se tornou o mensageiro. Exu se tornou o dono da encruzilhada.

____________________________________________

Uma mulher que vendia suas coisas no mercado era a mais respeitada, a que mais vendia. Tinha sucesso em cima de sucesso. Mas se esqueceu de Exu, aquele que a ela tudo deu. Todo sucesso dela tinha sido Exu que tinha provido. Exu foi esquecido.
Em um dia qualquer no mercado vem até ela a notícia que sua casa estava em chamas, ela correu até sua casa e chegando lá não restava nada, apenas cinzas. Retornou ao mercado e quando chegou suas coisas haviam sido roubadas. Ela perdeu tudo. Todos agora riam da desgraça dela. Ela já não era mais reverenciada. Ela estava acabada. Exu estava vingado.

____________________________________________

Textos extraídos do livro
"CARMA - AQUILO QUE DEIXAMOS DE FAZER"
Todos os direitos reservados - all rights reserved

Contato

FUCESP - Federação de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo

CORRESPONDÊNCIA somente para o Escritório em S.Caetano do Sul:
Rua Manoel Coelho, 500 - 12º andar - sala 1.210 - cep: 09510-101 - São Caetano do Sul - SP.

TEMPLO / CURSOS
Alameda Iaiá, 79 - Gopouva - Guarulhos - SP - cep: 07060-000

11 - 9 8495-2098 (TIM)
11 - 9 9937-1770 (VIVO)
11 - 4221-8165 (Pai Salun)