Sendo futuro Sacerdote ou Sacerdotisa como você definira a umbanda a partir das suas aulas neste curso?

01/02/2017 22:05

Trabalho de Conclusão de Curso submetido à Federação de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo como requisito do Curso de Formação de Sacerdote de Umbanda

 

Orientador: Sacerdote Carlos Roberto Salun - Presidente da FUCESP.

 

 

 

                                                Antonia Eloenia de Araújo Santolin

                                                Elza Maria Monteiro

 

 

 

 

 

 

 

 

SUMÁRIO

 

Ø Agradecimentos ............................................................................4

 

Ø Resumo .........................................................................................5

 

 

Ø Sacerdote ou Sacerdotisa ..............................................................5

 

Ø Sacerdócio na Umbanda ................................................................6

 

Ø Quais os quesitos primordiais para Sermos um Sacerdote..............7

 

 

Ø Conclusão  .................................................................................. ..9 

 

 

Ø Bibliografia.....................................................................................10                                                                                                           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agradecimentos :

 

A Deus

A todos os Orixás regentes  de nossa coroa

Aos Nossos Guias que nos conduziram até aqui e continuam a nos conduzir.

Ao Pai Salum que ministrou o curso de sacerdócio, mesmo nos momentos mais difíceis manteve o equilíbrio, nos dando exemplo do que é um sacerdote de umbanda e  um dirigente espiritual

As nossas famílias que nos apoiam sempre

Aos irmãos sacerdotes do curso de sacerdócio da “FUCESP” Federação de Umbanda e Candomblé do estado de São Paulo que humildemente dividiram seus conhecimentos e experiências nas tardes de sábado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resumo

 

O presente trabalho apresenta uma visão pós curso de Sacerdote, o que foi discutindo em nossos encontros, aspectos e visões relacionadas a religião umbandista, o que aprendemos e como e útil e necessário esse aprendizado.

 

 

Sendo futuro sacerdote ou Sacerdotisa como você definira a umbanda a partir das suas aulas neste curso?

Mateus 5.13

(...) Vocês são o sal da terra.  E se o sal perder o seu valor como restaurá-lo, não servirá para mais nada, e certo para ser pisado pelo homem.

Ninguém acende uma candeia e a coloca embaixo de uma vasilha.

Pelo contrário a coloca no lugar mais apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa (...).

 

1-    Sacerdote ou Sacerdotisa

 

Sacerdos – Sagrado  

Otis- Representante do Sagrado

 

Autoridade ou Ministro religioso habilitado para dirigir ou participar dos ritos sagrados de religião em particular. Também tem poder de administrar os ritos de sacrifício e expiação de divindade ou divindades.

 Seu cargo ou posição e chamado de Sacerdócio, um termo que pode também ser aplicado a essas pessoas coletivamente.  Sacerdote e sacerdotisa são conhecidos desde os primórdios da humanidade. Acreditamos que o sacerdócio e um compromisso assumido antes mesmo do nascimento do individuo que é confirmado pelo seu guia.

 

 

2-    Sacerdócio na Umbanda

 

 Na umbanda, temos Zelio Ferdinando de Moraes como nosso primeiro Sacerdote de umbanda.  Zelio já nasceu pré destinado a fundar uma nova religião.  Ele não fez coroação, não foi burilado, não foi raspado e não fez deitada, nada disso, pois não vinha do candomblé e não tinha ninguém mais velho na umbanda para esclarecer sua mediunidade afinal à umbanda começa com ele é o Caboclo das Sete Encruzilhadas.

Fundou Sete Templos além da Tenda Nossa Senhora da Piedade e da Cabana de Pai Antonio, preparou pessoalmente cada um de seus dirigentes espirituais, essa foi sua missão, fundar a umbanda e dar legalidade e um direcionamento a tantos que como ele era acometido de enfermidade sem explicação.

A partir de então, temos uma umbanda muito mais consciente, com dirigentes espirituais voltados a conscientizar a importância de se estudar e preparar-se para assumir sua missão, (responsabilidade) com o sagrado e com a sociedade em geral (filhos, consulentes e a comunidade em torno do  templo)

E inegável o valor que se tem ao ser amparado pelo astral, (guias, falangeiros, mentores) e preparados por nossos “pais” e “mestres” sacerdotes que se dedicam a dividir seus conhecimentos e a ministrar o curso de sacerdócio de umbanda, que e indicado para médiuns já desenvolvidos, para assim tornar monos também sacerdotes legalizados pela lei. 

Com nosso dom mediúnico aflorado e desenvolvido passamos ater a necessidade de adquirir conhecimentos necessários para assumirmos nossa missão, com seriedade consciente das responsabilidades e deveres de uma sacerdotisa, não nascemos sacerdotes e sim com missão sacerdotal. São anos nos preparando, nos equilibrando dentro do terreiro. Nosso dom vem sendo lapidados como pedras preciosas, com muito cuidado e carinho tanto no astral quanto no material.

No astral, pelos nossos guias, no material por nossos sacerdotes, que dedicam seu tempo, sua disposição, seus conhecimentos e suas experiências de anos de dedicação a espiritualidade, desenvolvendo trabalho digno de amor e caridade.

E para que haja um aproveitamento do curso de sacerdócio, das deitadas e dos amacis, tem de se ter confiança e respeito mutuo.

A deitada é um momento único do seu Orixá com você. “Infelizmente nem sempre pode-se disser o contrário”, muitas vezes deita-se na esteira pesando em si mesmo, não conseguindo se desconectar, apesar dos banhos , e  os esforços dos guias, que estão nos  assistindo e procurando passar todo esse axé, para que seja aproveitado da melhor maneira esta  energia maravilhosa que é a energia dos Orixás.  

 E aquele que consegue absorver esta energia, sente uma paz, uma leveza e uma plenitude inexplicável e vai  reconhecer  o reflexo dos  banhos,  das deitadas e dos amacis no seu dia- a -dia com as mudanças, inclusive em suas incorporações. Uma deitada nunca será igual à outra, pois são diferentes os Orixás que estavam regendo a deitada,  “ou para qual se esta deitando” ou “qual finalidade se esta deitando” (recolhendo).

E por mais que os Orixás regentes sejam os mesmos, as cabeças são diferentes, então o aproveitamento vai do desenvolvimento mediúnico de cada um, da doação de cada um  com o sagrado.

Na deitada no amacis o médium se inicia, abre as portas os canais de comunicação entre você e o sagrado como sacerdote, como força divina para sermos amparados em nossa missão,  que aceitamos servir com FÉ e Amor a Umbanda aos Orixás aos nossos Guias  falangeiros.

 

3- Quais os quesitos primordiais para Sermos um Sacerdote

 

Uma sacerdotisa tem de ter integridade moral, caráter para conduzir e impor regras ter firmeza de propósito, paciência, sabedoria e bom senso, refletir sempre sobre sua postura e conduta e do seu corpo mediúnico (FILHOS),  estar atendo as necessidades básicas do seu corpo mediúnico e do seu templo.

Tratando com igualdade e cordialidade tanto seus filhos quanto sua assistência ajudando da melhor maneira possível com atitudes condizentes com sua posição sacerdotal.

Atendendo a assistência de forma mais amigável possível, dando conselhos cabíveis com cada situação de maneira sensata, até executar um trabalho espiritual na casa de quem está em necessidade como ato de caridade (preparando se, se possível com antecedência para tal atendimento)

Agindo sempre com deveres éticos, lealdade, caridade, mantendo um bom relacionamento com todos, inclusive com outros irmãos sacerdotes. Ter humildade para procurar ajuda ou auxílio, se necessário com outro irmão sacerdote, tanto para si como para quem necessite dessa ajuda.

O sacerdote tem de se fortalecer sempre executando trabalhos espirituais “oferendas aos Orixás” nos “pontos de força da natureza” como Praia, Cachoeiras, Matas ou nos Santuários Ecológicos da nossa religião (ecologicamente de forma correta não degradando esse ponto de força).  (E nos dias de hoje, ter atenção com o que pública em redes sociais, fotos,  vídeos e postagens,  muitas vezes são mal interpretadas e distorcidas as suas informações).

Pessoas mal intencionadas aproveitam qualquer deslize para criticas “destrutíveis” da imagem do Sacerdote de Umbanda. E estar sempre atento quanto a esclarecer os mais leigos sobre o que e um trabalho de caridade, o que é Umbanda, tenho visto  conceitos totalmente distorcidos sobre nossa  doutrina  nossos  ritos religiosos.

“Sempre vi tudo com simplicidade, mas algumas vezes me sinto constrangida e agredida com certos comentários de pessoas próximas, que não vem como a Umbanda,  essa religião tão nova,  está abrindo sua portas e  desvendando seus mistérios”  ensinando seus adeptos com humildade e caridade e amor respeito  a nossa religião .

 

 

 

 

                                      Conclusão:

 

Aqui na FUCESP, recebi o conhecimento literário, pratico e teórico e também algo que faltava que é: “parar e pensar por mim mesma” colocar em pratica todo  “o meu desenvolvimento mediúnico” e com as deitadas e os amacis que foram muito importantes para minha confirmação minha firmeza e a  certeza de estar no caminho correto. Não podendo deixar de lado todo o respaldo  importantíssimos dos debates e ensinamentos,  tirando duvidas e esclarecendo cada detalhe colocado em pauta, nos ajuda no desenvolvimento espiritual.

 Lidar com ser humano em si já e uma tarefa complicada, e ser responsável pelo aperfeiçoamento espiritual e moral do indivíduo só deve ser realizado por médiuns que realmente detenham discernimento, liderança, carisma, concentração e principalmente: Sabedoria, Equilíbrio, Humildade, Amor e Caridade

 Levitico:  2,13

(...) toda oferta de teus manjares temperaras com sal; a tua oferta não deixaras faltar sal da aliança de teu deus; em toda tua oferta aplicaras sal.

O sal e a única “rocha “comestível pelo ser humano, hoje sabemos que o sal conserva alimentos livrando os de fungos bactérias e outros micros organismos

Daí vem grande parte de sua simbologia

 Os árabes citam recomendações de Maomé

 Começar pelo sal e terminar com o sal, porque o sal cura numerosos males também considerado símbolo da incorruptibilidade, pois e a marca da eternidade a da pureza, porque jamais apodrece ou se corrompe; e da lealdade como pode ser visto na bíblia o termo “aliança de sal “ designa uma aliança com Deus que não pode ser rompida.

 

 

 

Bibliografia:

Bíblia on Line

www.caboclo7flechas.com.br

Blogs:

aalmadascoisa.annapon.blogspot.com.br/20/09/o-sacerdote-de-umbanda.html

sagrada-umbanda.blogspot.com.br2013/03/poder-do-sal-grosso.htms

 

Contato

FUCESP - Federação de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo

CORRESPONDÊNCIA somente para o Escritório em S.Caetano do Sul:
Rua Manoel Coelho, 500 - 12º andar - sala 1.210 - cep: 09510-101 - São Caetano do Sul - SP.

TEMPLO / CURSOS
Alameda Iaiá, 79 - Gopouva - Guarulhos - SP - cep: 07060-000

11 - 9 8495-2098 (TIM)
11 - 9 9937-1770 (VIVO)
11 - 4221-8165 (Pai Salun)