QUARESMA

01/04/2013 14:01

 

 E OS MITOS NA UMBANDA.

O conceito religioso é retirado da reflexão religiosa da Igreja Católica. A respeito do período de 40 dias que precede os festejos Pascais. O período de Quaresma “significa um momento de enfoque da necessidade dos fiéis repensarem sua própria vida para o evento pascal”.  Que tem o significado religioso de “PASSAGEM”.

Na Quaresma se deve pensar na necessidade de passar por um estágio de aperfeiçoamento afim de que os efeitos positivos da comemoração da Páscoa tenha o êxito esperado.

Quaresma é isto... Um tempo de conversão espiritual, o resto que foi buscado a partir do conceito real de Quaresma são recursos periféricos que muitas vezes, pouco ou nada tem a ver com seu significado.

A Umbanda herdou o conceito de Quaresma da Igreja Católica já deformada, exemplo: cobrir imagens, não fazer trabalhos, ou se tiver trabalho só com linhas de exu etc., e outras coisas que as religiões chegam a afirmar que é a Quaresma, e não levam em consideração que às vezes, até desconhecem que Quaresma é uma época de mudança de vida, e ninguém fala nisto, só pensam que é época dos eguns, espíritos baixos, que vem para fazer o mal, isto nada tem a ver com o sentido da Quaresma. Tudo mito.

Trabalhamos na Umbanda, nos templos com conceito errôneo. Sobre o exposto aqui, como cobrir imagens como no catolicismo, não trabalhar nesta época etc., com isto vemos que nosso conceito não é da Umbanda e sim do Catolicismo, nada temos contra, pois viemos do catolicismo, mas hoje em dia as perguntas são outras, indagações são muitas, os mais jovens não aceitam qualquer resposta, muitos afirmam que não temos uma doutrina, mas como, se cada um faz como querem e aceitam dogmas de outras religiões.

Vamos mudar “vamos energizar, parar de falarmos “Fechar corpo”“, isto é coisa medieval hoje só podemos dar energias para que os que nos visitam e acompanham nossos trabalhos, se energizem para que repense sua vida neste período, foi o que nosso Pai Oxalá [cristo] quis nos mostrar, 40 dias para repensarmos nossos caminhos, nossa vida em totalidade e quem faz isto?????, Precisamos mudar, os jovens querem repostas objetivas, não aceitam dizermos “Os guias” falam, eles querem mais do que isto, vamos esclarecê-los e alguns mais velhos também, não podemos cultuar paradigmas que não são nossos. Vamos deixar de tantos mitos na Umbanda.

Páscoa na Umbanda, Quaresma na Umbanda é tempo também de mudarmos, vamos mudar nossos conceitos, vamos pensar em nossa vida espiritual, para questionar depois: a Umbanda não tem Codificação? Por quê? Aí responderemos: não cultuamos mais o que herdamos do catolicismo, e sim o que temos na Umbanda, pois no catolicismo os padres não fazem o que querem no seu culto, seguem um ritual e nós? Partimos para o ÉGO, vamos mudar, vamos pensar e tentar mudarmos e ver que a Quaresma serve para nós também tenhamos 40 dias para repensarmos nossa vida, nosso caminho, e o que pretendemos desta vida. Sermos Umbandistas ou de outra religião.

 

Pai Eron e Pai Salun

Março/2013 

Contato

FUCESP - Federação de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo

CORRESPONDÊNCIA somente para o Escritório em S.Caetano do Sul:
Rua Manoel Coelho, 500 - 12º andar - sala 1.210 - cep: 09510-101 - São Caetano do Sul - SP.

TEMPLO / CURSOS
Alameda Iaiá, 79 - Gopouva - Guarulhos - SP - cep: 07060-000

11 - 9 8495-2098 (TIM)
11 - 9 9937-1770 (VIVO)
11 - 4221-8165 (Pai Salun)